Posts Tagged 'hotéis'

Buenos Aires – 03julho2011

dia 03julho2011 – domingo
São Paulo / Buenos Aires

Nosso planejamento para esta viagem não foi tão extenso… O Ro ficou controlando nossa curiosidade de ver tudo pela internet, porque quando fomos para a Austrália, parecia que já conhecíamos várias coisas por causa do tal “Google Earth”!

Planejamos de leve, pedimos dicas para quem já foi e compramos um guia pequeno e resumido.

Para não perder o costume, fizemos tudo sozinhos, sem agências de turismo.

Um mês antes da nossa viagem, o vulcão Puyehue começou a “querer conversar” (rss)… Ficamos meio apreensivos, pois não sabíamos o que aconteceria, pois vários vôos haviam sido cancelados, inclusive na semana em que viajaríamos.

Logo cedo, no dia da viagem, ligamos para o aeroporto e a TAM nos informou que os vôos para Buenos Aires estavam confirmados! Ufa, que alívio!

Meus pais nos levaram para o aeroporto de Guarulhos, e desta vez não deu frio na barriga como no ano passado – mas claro… Buenos Aires é logo ali, e vamos ficar aqui somente 4 dias, e depois vamos para Porto Alegre – ao todo, nossa viagem durará 1 semana. Digo aqui, porque já estamos em Buenos…

O vôo com a TAM foi bem tranquilo, e até almoçamos – uma comidinha simples, mas quentinha e gostosa! Tinha um arroz com seleta de legumes, frango picadinho com molho e abobrinha (além da salada e sobremesa que optamos por não comer!).

Havíamos reservado nossos lugares no momento da compra das passagens pela internet, mas na hora do check-in não verificamos e fomos colocados nas poltronas do meio, bem no corredor maior, próximo às portas de emergência. Até achamos que seria bom porque lá poderíamos esticar bem as pernas… bem… isso se não fosse nossos amigos de vôo passando toda hora para ir ao banheiro… ai ai… Mas até conseguimos dormir depois do almoço, e o vôo era curto – 2:40hs ao todo.

Chegando ao aeroporto, paramos um pouco no Duty Free para procurar algumas coisinhas que queríamos – além disso, eu já havia parado no de SP pra comprar o batom e o perfume que eu queria (fiquei com trauma de deixar a volta e não encontrar da outra vez que viajamos!).

Saindo de lá, pegamos o taxi com a empresa Manuel Tienda Léon, que havia sido indicada por uma amiga, e que vimos também em uma reportagem da revista Veja. O preço é fixo e pagamos 199,0 pesos argentinos até o Hotel que fica no microcentro.

Bem que minha amiga havia falado: “Não se assustem com a rua e a fachada do hotel. Lá dentro é legal!”… Ainda bem que chegamos de dia… o Hotel Moreno realmente surpreende quando a gente entra (mas só depois que entra! rss).

É um prédio com fachada pequena, restaurada, e dentro tem paredes em azulejo super bem acabado, mas com cara de antigo! São lindos… depois faremos um post só sobre ele.

O elevador tem portas pantográficas, com pintura dourada, e passa no meio do vão das escadas, dando para observar os vitrais coloridos que ficam ao fundo.

A recepção é super bem decorada e fica no primeiro andar – não no térreo.

Quando entramos no quarto, soltamos o “uau” já usual de nossas viagens (graças a Deus!). Um loft bem decorado em 56 metros quadrados…

Deixamos nossas coisas e fomos passear! Super contentes porque o tempo parecia estar bom! Exato: só parecia! O frio estava absurdo… uns 4 graus! Saímos sem cachecol, sem luva… que medo! rss

Ao lado do hotel já começava a feira de San Telmo – da Rua Defensa até a Praça Dorrego. Uma verdadeira feira de pulgas ao ar livre… coisas muito estranhas à venda, além de itens como cachecol, casacos, toucas… Não vou dizer que gostamos, só porque todo mundo indica e diz que é incrível… Não gostamos… rss

Mas, se considerarmos que faz parte da cultura local, que vimos pessoas diferentes e conhecemos vários pontos interessantes vale a pena. Até uma banda “a lá Timbalada” passou tocando com as pessoas dançando no meio da rua! (depois colocaremos aqui o vídeo que gravamos!)

Mas o frio estava INCRÍVEL e resolvemos parar para tomar um chocolate quente no Havanna… que parece ser um primo do Starbucks aqui.

Depois de aquecer um pouco estávamos prontos para continuar a caminhada! E não é que demos de cara com o restaurante – indicadíssimo em todos os guias – Desnível. E já avisavam: “não se impressionem com a cara terrível – entrem porque vale a pena” (parece que tudo é meio assim??!! rss). Entramos!  Comi um gnocchi ótimo e o Ro um bom talharim! O preço: melhor ainda! Apenas 22 reais*!!! (*sem bebida).

Na volta para o hotel, paramos em algumas lojas interessantes e compramos na feirinha uma touca para cada, porque não estávamos mais aguentando nossas orelhas congelando!

No hotel tem tv com muitosss canais, e internet wireless free! Então, aproveitamos para mandar notícias para a família, aprender algumas palavras em espanhol no Google Tradutor, e ver alguns programas muito engraçados!

Palavras aprendidas hoje…
permiso: “com licensa”
gracias: obrigada
grifo: torneira
mui lindo: muito lindo (óhhh! rss)

Hotel Fazenda Vale da Mantiqueira

quando: julho/2009
Hotel Fazenda Vale da Mantiqueira
Virgínia, Minas Gerais

Este hotel foi um verdadeiro achado… graças a Deus, sempre superando nossas expectativas!
Um local no vale, todo cercado por montanhas verdes, maravilhosas.

Há muitas opções de lazer… pedalinho, lago para pesca, local para arco e flecha, quadra de vôlei de areia, campo de futebol, piscina externa, piscina fechada aquecida, salão de jogos, cavalos para passeio, fazendinha com animais…

Ficamos hospedados no quarto luxo, que não tem muuuita diferença de valor para o standard (mas pegamos uma promoção pra ficar no luxo pelo preço do standard!!! eeee!!!). Nosso quarto tinha uma bela vista com varanda, uma cama bem grande e confortável, e banheiro com banheira de hidromassagem.

No salão principal, próximo à recepção há várias áreas de estar, com sofás aconchegantes, tv, lareira, sala de jogos e wireless (free).

Há uma ala de quartos mais antiga, no mesmo prédio da recepção, e outra mais nova, que é esta que você ao fundo da foto acima. Nós ficamos nesta ala, no andar superior.

A comida é um capítulo à parte nesta história toda… todas as refeições estão incluídas nas diárias, exceto as bebidas. A comida é maravilhosa, bem mineira, com direito à uma mesa de doces maravilhosa para a sobremesa!

Os funcionários são bem prestativos e atenciosos, e o local super tranquilo!

Com certeza, recomendamos este hotel!

Veja também…
Nossa viagem para Virgínia
Pescaria em Minas

Pousada Penareia – Florianópolis

Florianópolis, Santa Catarina, Brasil – viagem de junho/2008.
A Pousada Penareia é muito boa. Fomos muito bem recebidos, mesmo sendo os únicos naquele fim de semana. O café da manhã foi fabuloso (veja o relato aqui).
Não tinha piscina na época em que fomos, mas sai direto na areia da Praia da Armação.
A suite luxo compensa. Tem uma cama ótima, tv, banheira com hidro massagem, varanda com rede, mesa e churrasqueira. Tudo lá é bem limpinho e bem cuidado.
Há também uma sala grande na área da recepção, com tv, dvds e jogos para os hóspedes!
Recomendamos – mas fomos em 2008… não podemos afirmar como está agora.


Varanda com churrasqueira!


Quarto bem confortável.


Sala de tv.


Deck de frente para a praia, mas sem piscina.

TopOfBlogs

VIDEOS: Hotel Holiday Inn em Cairns

Cairns, Australia – julho/2010
Mostrando um pouco do hotel Holiday Inn de Cairns (que amamos!!!!).
Você pode ver as fotos do hotel aqui.

Hotel em Melbourne – Travelodge em Southbank

Austrália – julho/2010
Este hotel escolhemos também pela ótima tarifa da internet e pela fantástica localização: Travelodge Southbank (9 Riverside Quay, Southbank, Melbourne, VIC).
Os quartos e os serviços eram exatamente iguais ao que ficamos em Sydney.
A localização foi o melhor: “vizinho de muro” do famoso Eureka Tower, muito próximo ao passeio do Yarra River (que é lindo), e fica à 5 minutos de caminhada do Federation Square (um dos principais pontos turísticos de Melbourne). É bem tranquilo e silencioso.
Este foi o único hotel que temamos café da manhã no restaurante (pago à parte) porque foram poucos dias, tínhamos passeios agendados muito cedo, e não valeria a pena comprar as coisas para fazer no quarto. O preço do café da manhã foi bem salgadinho (18 doláres AU por pessoa – julho/2010). Com este valor você compra os itens para preparar no quarto por váaaarios dias.
Igual ao de Sydney, é um hotel simples, mas com boas facilidades como: cama confortável, sofá, mesa para refeições, pequena cozinha com pia, geladeira e microondas, serviço de arrumadeiras para os quartos, e lavanderia para hóspedes com máquina de lavar e de secar que, quando estivémos lá, custava 2 doláres para cada uso.
No hotel você também conta com serviço de internet no térreo (pago), e pode deixar suas malas guardadas sem custo algum se chegar antes do seu check-in, ou se precisar deixar um pouco depois do seu check-out.
Sim, recomendamos!

o quarto com sofá e mesa para refeições

cama confortável

outra vista do quarto

a pequena cozinha

(Não tem fotos do banheiro, mas era extamente igual ao de Sydney.)

Hotel em Cairns – Holiday Inn

Austrália – Julho/2010
Em Cairns ficamos em um hotel muito bom: o Holiday Inn. Na verdade, nossa escolha foi puramente por causa da boa tarifa que encontramos na internet e, para a nossa surpresa, o hotel era muito legal!
Logo que entramos vimos um saguão bem grande, com sofás bem confortáveis e sentimos um perfume delicioso e fresco – sempre que entrávamos no hotel davamos aquela suspirada maior… rss. No meio do hotel tem um jardim tropical muito bonito, com pequenos lagos artificiais e peixes grandes.
No quarto tinha uma cama suuuuper fofa e gigante, poltrona, mesa de escritório, tv, e dentro do móvel um frigobar. No banheiro uma banheira sem hidromassagem, mas que já fez nossa alegria! Até os itens de higiene (shampoo, sabonete líquido e creme) eram personalizados e muito cheirosos.
A janela e a vista são um caso a parte, e pouco explorados pelo site do hotel… uma janela gigante (de parede a parede – do piso ao teto) e a vista lateral era para a praia… o que mais poderíamos querer, não é? Simplesmente não acreditávamos na benção que era tudo aquilo! Parecíamos crianças! Você pode ver a descrição da nossa alegria neste outro post.
Pois além disso tudo ainda tinha: piscina, deck para tomar sol com espreguiçadeiras, bar e spa ao lado da piscina (sim, com água quente e borbulhas!), churrasqueira para uso dos hóspedes, academia de ginástica, restaurante, estacionamento, lavanderia para hóspedes (quando estivémos lá, custava 2 doláres para cada uso).
O café da manhã não estava incluso na diária, mas eles têm restaurante com este serviço e é cobrado à parte.
A localização é muito boa – de frente para a praia, próximo à principal marina da cidade e de muitos restaurantes e lojas (não precisa ser melhor do que isso, precisa?)
Com certeza, recomendamos!

o quarto com a cama mais fofinha do mundo

a cama giganteeee

o outro lado do quarto

o banheiro

banheira: sem hidromassagem, mas boa!

a vista da janela do nosso quarto

vista do jardim no meio do hotel

outra vista do jardim interno

saguão do hotel

piscina e spa

Hotel em Sydney – Travelodge

Austrália – julho/2010
Durante o mês de julho fomos 2 vezes para Sydney e ficamos no mesmo hotel porque achamos muito bom e com um preço bem razoável. Ficamos no Travelodge da 27 Wentworth Avenue, Sydney, no 9o. andar. As tarifas pela internet foram mais baratas do que no balcão, mesmo já estando lá, quando fechamos para a segunda parte da viagem.
É um hotel simples, mas com boas facilidades como: cama confortável, sofá, mesa para refeições, pequena cozinha com pia, geladeira e microondas (que garante economia no jantar e café da manhã!), serviço de arrumadeiras para os quartos, e lavanderia para hóspedes com máquina de lavar e de secar que, quando estivémos lá, custava 2 doláres para cada uso.
No hotel você também conta com serviço de internet no térreo (pago), e pode deixar suas malas guardadas sem custo algum se chegar antes do seu check-in, ou se precisar deixar um pouco depois do seu check-out.
Achamos o local bem tranquilo e super bem localizado – no quarteirão atrás do Hyde Park (bairro Waterloo), próximo à estação Central de trem, George Street e QVB. Fazíamos tudo a pé e, quando dava preguiça, usávamos o ônibus ou trem. 
O café da manhã não estava incluso na diária, mas eles têm restaurante com este serviço e é cobrado à parte.
Recomendamos!

cama bem confortável e sofá

mini-cozinha bem útil

banheiro - simples e limpo

o outro lado do banheiro

vista completa do quarto, com a mesinha de refeições


Quem Somos

follow us

Acesse nosso canal no

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Estatísticas do Blog

  • 52,096 acessos

Arquivos